Páginas

quinta-feira, 4 de maio de 2017

A prisão em que te coloquei


Se você aparecesse de novo em minha frente
Eu não poderia prometer
Que meu coração não iria de novo em sua direção
Porque se eu penso em você agora
Eu não sinto mais nada
Seu rosto ficou tão distante em minha memória
Mas é claro que você está lá
Em um cantinho de mim
Atrás de uma porta trancada
Que eu me recuso a abrir
Ah mas se você aparecesse
Seria como se escapasse da prisão que te coloquei
E voasse para todas as partes
Por que eu nunca te deixei ir
Apenas finjo que sim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário