Páginas

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Me entenda


Grito
Pois se sussurro
Você finge não escutar
Grito
Pois quando apenas digo
Você pode apenas ignorar
Grito
Para que me ouça, por favor,
Para que me entenda, por favor,
Para que te doa
Como dói a mim
Para que você ao menos perceba
Como já não cabe dentro de mim...

terça-feira, 8 de novembro de 2016

E agora?


Lentamente
Eu fui te vendo
Você vagarosamente
Foi aparecendo sob meus olhos
Em um dia aqui
Sua mão apertou firmemente a minha
Em outra tarde ali
Suas palavras foram dirigidas só a mim
E desde um dia
Que eu já me esqueci qual
Soube que você estava pensando o mesmo que eu
E agora o que faremos?

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Contrariamente


Seu olhar friamente se encontrou com o meu
Nós nos vimos
Mas eu não me mostrei inteira pra você
Porque eu friamente também não sorri
Calculistamente não te disse oi
Como eu costumava fazer.
Não porque eu não queria
Não é verdade
Ontem mesmo prometi a mim mesma
Que iria falar com você
Que iria dizer qualquer bobagem
Para que pudesse ouvir sua voz
E ao te ver
Só queria te mostrar
Que não estava nenhum pouco interessada
Porque estou acostumada
A fazer o contrario do que estou sentindo...