Páginas

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Encontrar respostas

Não olhe para lua,
Buscando nela uma resposta.
Não olhe para o mar,
Tentando nele achar o fim.
Não veja as coisas,
Procurando um segredo escondido.
As coisas se revelam quando querem
E nós não devemos apressar.

Quando buscamos algo,
Não o encontramos.
Quando fechamos os olhos,
Em todas as coisas sonhamos.
As respostas vem naturalmente
São como as ondas do mar...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Meu amor de presente

Quem dera pudesse eu te dizer,
tudo que meu coração sente,
Da forma que sente,
E no momento que sente.

Quem dera pudesse eu transformar,
Todos os sentimentos existentes
Em lindas caixinhas pequenas,
E dá-las a você de presente.

Quem dera pudesse eu te mostrar,
As cores do arco-íris,
E andar até o final dele,
De mãos dadas contigo...

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Com um olhar




Com um olhar,
Eu garanto,
Poderia sentir tudo
Tudo o que quiser me dar.

Se quiser abraçar-me e puder apenas olhar-me
Eu garanto, sentirei seus braços me envolvendo.
Se quiser beijar-me e puder apenas olhar-me,
Eu garanto, sentirei o calor da sua respiração.
Se quiser amar-me e puder apenas olhar-me,
Eu garanto, sentirei todo seu amor e carinho,
Se apenas olhar-me.

E se nem isso puder fazer,
Deixe-me olhar-te.
Eu garanto.
Guardarei seu rosto em meu coração...

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Percebi que...

Eu não sei o que é gostar de alguém.
Não o suficiente para me entregar.
Não o suficiente para esquecer tudo.
Não o suficiente para ser verdadeiro.

E tantas vezes eu fingi acreditar,
Que o que eu tinha era muito precioso
Que o sentimento era só isso.
Porque eu não queria ver o que realmente estava perdendo.

Mas hoje nesses dias nublados,
Enfim posso entender
Que nem tudo depende só de mim
Que um amor de verdade ainda virá...

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Eu sei


Quando nós somente nos olhamos sem nenhuma palavra e esse silêncio não se tornou incômodo, eu soube.
Quando nossas mãos se juntaram acidentalmente por uma fração de segundos e não quisemos mais soltá-las, eu soube.
Quando você disse “até amanha” e quando nesse instante desejei intensamente que você não precisasse ir, eu soube.
Quando nos encontramos e o sorriso foi tão inevitável que não hesitamos em deixá-lo solto, eu soube.
Quando a chuva caiu tão forte e nós não nos preocupamos em sair dela, mas sim correr por ela, eu soube.
Eu soube que o que eu sentia por você era maior que eu.
Eu soube que eu te seguiria para onde quisesse ir.
Eu soube que não me importaria me molhar para te manter seco.
Eu soube que não me importaria em ser boba para te ver feliz.
Eu soube que eu faria o que fosse preciso só para te fazer bem.
Porque você é o tipo de pessoa pelo qual eu não seria capaz de fazer o contrário...